Às vezes só nos momentos maus…e só nos momentos bons.

cropped-mc3a3e_galobom Nos seus 11 anos não chegava a perceber porque motivo não conhecia a sua família toda, haviam os tios que viviam em Londres e que só se recorda de ter visto num Natal. Os primos de Braga que na realidade eram primos dos pais, mas também lhe eram conhecidos como os seus primos. A família da mãe com quem se davam menos e a família da mãe com quem se davam mais e a família do pai com quem estavam mais e outro lado da família com quem estavam menos…

Mas havia uma particularidade interessante…nos momentos maus como os de doença aguda ou morte e nos momentos bons como casamentos e batizados estavam todos… e como era fácil estarem e de repente quando estavam parece que nunca tinham deixado de estar…

_MG_2354_pp copy 3Ouviam-se os comentários de que estava mais crescido, ele e as outras crianças da família, e os comentários sobre os adultos, as suas novas atividades, mais gordos uns, mais velhos outros, com um ar mais tranquilo uns e menos outros. A particularidade percebia-se: ERAM FAMÍLIA, e nessas alturas isso era o que contava e era isso que os unia…para o bem e para o mal voltavam a juntar-se todos à volta dos acontecimentos.

Não era preciso outro motivo e, na realidade, outro motivo não havia.

E foi assim que o Filipe, e ele acredita que os primos também, perceberam o significado de família…aquele laço que une as pessoas e que às vezes, ainda que só nos momentos maus ou nos momentos bons, esse mesmo laço é ativado e faz com que se voltem a reunir, se voltem a solidarizar e voltem a recordar os momentos que têm vivido.

E a família é assim, há a família de todos os dias e a família mais alargada que vai estando quando os acontecimentos assim impõem.

Dia Internacional da Família I As famílias existem e cada uma num existir muito próprio.

Alexandra Alvarez I Terapeuta Familiar I Contacto: 911 846 427

Publicado por Terapia Familiar e de Casal - Alexandra Alvarez

Olá, sou Alexandra Alvarez, mãe de 5 filhos, terapeuta familiar e de casal, formadora e supervisora. Faço consultas com famílias e casais para "fazer acontecer" relações positivas! Uma nova oportunidade, para que todos sejam ouvidos e para que todos possam ouvir, numa perspetiva de entendimento e reforço de competências. " Family trainer " (inspiração no personal trainer), num modelo aproximado de coaching familiar, parental e de casal! Com paixão!

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: