Vamos para a Escola?

Dentro de dias as nossas crianças e jovens estão de regresso à sua rotina, bem como as famílias que se vão ajustar a novos ritmos e novos horários. O regresso vai ser bom porque também parece que em termos de pandemia estamos a conseguir retomar a nossa “liberdade” e a nossa vida. Muitas ansiedades porContinue a ler “Vamos para a Escola?”

A FALAR É QUE A GENTE SE ENTENDE

As nossa sessões de terapia familiar são um espaço de conversa que facilita a escuta e o entendimento. As minhas questões servem para pensarmos em novas possibilidades e significados para o que estão todos a sentir, pois as respostas que cada um dá desvendam novas situações, algumas nenhum de vocês fazia ideia serem possíveis. NãoContinue a ler “A FALAR É QUE A GENTE SE ENTENDE”

Antes e depois da Gravidez

Hoje celebra-se o dia da grávida e sabendo eu que esta é uma fase marcante na vida dos futuros pais, e casal em si mesmo, decidi partilhar 5 tópicos que me parecem fundamentais não descurar: as alterações de humor, o acompanhamento pré-natal, a vida intima do casal, planear a chegada do bebé e tempo paraContinue a ler “Antes e depois da Gravidez”

PROVAR O AMOR!

Nas relações pais – filhos se é certo que o filho deve respeito ao pai, e deve ter deferência e atenções para com este, não é menos certo que precisa desse ensinamento de cuidado para com o outro, e esse ensinamento são os pais quem estão em melhor posição para dar. Quando digo pais, engloboContinue a ler “PROVAR O AMOR!”

Abraçar rotinas!

As férias estão a terminar, os dias começam a ficar mais pequenos, a aragem fresca fica mais constante e todos nós começamos a retomar as nossas vidas, os nossos ritmos: É tempo de abraçar as rotinas. Há os que esperam ter coragem para recomeçar tudo, e há os que estavam desejosos de as retomar porqueContinue a ler “Abraçar rotinas!”

Pais separados e lealdades.

Quando um casal se separa e tem filhos em comum, o seu papel de mãe e pai continua e manter-se-á pela vida fora. A presença de ambos é imprescindível ao desenvolvimentos harmonioso dos filhos. Cada um, pai e mãe, terá o seu feitio, as suas regras, a sua forma própria de ser, mas esta diferençaContinue a ler “Pais separados e lealdades.”

Queixas “com estilo”

Nem tudo nos agrada nos outros, e é natural que chegue um momento que nos queixamos, queixamos daquilo nos faz confusão, não percebemos, não aceitamos. E sim, é natural, no entanto estas queixas devem ser feitas “com estilo”, com arte. Sendo a queixa algo que soa a negativo, se o fizermos com zanga e semContinue a ler “Queixas “com estilo””

Quando um se esforça é suficiente?

Com frequência acontece sentir que se frustra, que está só, que se cansa em vão, e apesar de tudo o que faz não ter sido pedido por ninguém, apesar do que o que faz foi uma escolha própria, quando se apercebe que está sozinho cobra e sente-se injustiçado e incompreendido.
 Com frequência acontece sentir que se frustra, que está só, que se cansa em vão, e apesar de tudo o que faz não ter sido pedido por ninguém, apesar do que o que faz foi uma escolha própria, quando se apercebe que está sozinho cobra e sente-se injustiçado e incompreendido.


E se nos decidirmos divorciar?

Quando avançamos para viver em relação desejamos que tudo corra pelo melhor, investimos toda a nossa energia e com amor tudo superamos e entendemos. No entanto temos tendência a esquecer que nem sempre será assim. Haverá dias menos bons, desentendimentos, e inevitavelmente momentos em que só queríamos não ter decidido estar na relação. No entanto,Continue a ler “E se nos decidirmos divorciar?”