Pai, Pai, estás aí? Vamos sem demora!

Estes são testemunhos de crianças entre os 10 e os  13 anos de idade. As sua expectativas sobre o Pai,  aquilo que os torna únicos e diferentes. partilhamos para que os Pais se inspirem. Mas também sabemos que há filhos que não têm estas experiências e a quem rolaram lágrimas incontidas quando se falou dosContinue a ler “Pai, Pai, estás aí? Vamos sem demora!”

Faça acontecer relações positivas na sua vida!

Relações positivas fazem-nos sentir vivos, audazes, eloquentes e reforçam a nossa disponibilidade para amar e dar. Não deixe que as suas relações adormeçam, arrefeçam e deixem de fazer sentido. Sim, não há relações perfeitos, acredite! Pois também nenhum de nós é perfeito! Mas há as relações possíveis, com a satisfação e a entrega possível. SerContinue a ler “Faça acontecer relações positivas na sua vida!”

Hesito: Devo ir à consulta?

A primeira hesitação na ida à consulta é sobre o que se irá passar. Falar de nós e deles, os que vivem connosco, não é fácil, sobretudo na presença dos ditos, ainda por cima com a certeza de que vamos ouvir e sentir coisas que nos podem magoar e causar desconforto, na presença de estranhos,Continue a ler “Hesito: Devo ir à consulta?”

No superior desinteresse das crianças

*Começo por pedir desculpas se vou ferir susceptibilidades, porque o que relato em seguida é duro de recordar àqueles que estão a viver uma situação semelhante, ou já viveram. Se o partilho não é porque  não compreenda o que conduz ao rompimento desta linha fina e ténue que existe entre o amor e o ódio,Continue a ler “No superior desinteresse das crianças”

Tempo com os filhos – a simplicidade de que tudo se cumpriu!

O espaço mental, físico e geográfico proporcionado pelo jardim ou parque infantil constitui um tempo de qualidade a desenvolver e a explorar em família. Tem as vantagens de ser um espaço que não se desarruma e arruma-nos. Arruma aos pais quanto àquelas dúvidas existenciais mas legitimas sobre o tempo que se passa com os filhos,Continue a ler “Tempo com os filhos – a simplicidade de que tudo se cumpriu!”

Porquê um galo, alusivo ao de Barcelos, no logo na Trilhos Familiares?

Conta a lenda do Galo de Barcelos que havia um peregrino galego que estava a percorrer o caminho de Santiago de Compostela para pagar uma promessa e de passagem hospedou-se numa estalagem minhota. Levando consigo um enorme farnel, acabou por não fazer grande despesa na Estalagem, sendo que o dono desta, contrariado com o facto,Continue a ler “Porquê um galo, alusivo ao de Barcelos, no logo na Trilhos Familiares?”

Insistir ou Desistir?

“Estivemos em consulta porque não estamos a conseguir lidar com a fase em que se encontra o nosso filho de 16 anos. Muitas vezes não dorme em casa, nem telefona a dizer onde fica a passar a noite, não faz as refeições connosco à mesa. São muitas as vezes que não dormimos à espera deContinue a ler “Insistir ou Desistir?”

E se tivesse que caber na cama de Procusto?

A importância da tolerância e de saber lidar com o que não conhecemos. Todos nós somos diferentes, mas uma lenda da mitologia grega deu-nos a conhecer a Cama de Procusto que continha um aforismo: a cama de ferro de medidas exatas às suas definia as pessoas que seriam poupadas. Procusto possuía uma propriedade entre Atena eContinue a ler “E se tivesse que caber na cama de Procusto?”

Decidir não decidir já é uma decisão!

Muitos são os que receiam decidir e assumir as “consequências” das suas decisões. Uns fazem-nos porque querem agradar aos outros, outros fazem-no porque decidir não decidir se torna cómodo. Entre ser o timoneiro do barco ou o passageiro, há sempre os que decidem ser passageiros, ainda que se arrisquem viver turbulências suscitadas pela sua nãoContinue a ler “Decidir não decidir já é uma decisão!”

Sobre

Este é um espaço para as famílias e casais. Trocamos ideias e opiniões, criamos novos trilhos rumo à felicidade e às relações interpessoais positivas. A consulta Trilhos Familiares acontece na Clin…