A Fraqueza da Força.

Somos atraídos pelas pessoas por causa das suas qualidades. São as coisas boas que ela nos transmite que nos fazem querer estar por perto.

No entanto, à medida que um relacionamento progride, vamos descobrindo características no nosso par que não são tão encantadoras, e muitas vezes descobrimos que são os aspetos mais negativos do nosso parceiro que mais ocupam nossa atenção.

Percebemos que eles são muito mandões ou regularmente fogem da responsabilidade; eles estão sempre a pedir a nossa atenção ou têm uma atitude cínica, cansada do mundo.

E surge a pergunta: Como podemos ter cometido um erro tão grande? Como nos pudemos iludir?

No entanto, por trás de seu comportamento negativo, há uma lógica poderosa em ação. Cada força que uma pessoa possui também é uma fraqueza frustrante e possivelmente irritante.

Alguém pode ser muito gentil e terno – mas a mesma gentileza às vezes significa que, em outras situações, eles não se afirmam ou mostram muita iniciativa.

Também a capacidade de ser responsável pela administração doméstica pode ser uma vantagem enorme, que muito nos descansa, mas, paralelamente poderá significar que esta mesma pessoa tende a cortar nossos sonhos pela raiz, devido à sua gestão.

Ser um bom pai ou mãe, noutros momentos pode-nos parecer que só é dada atenção ao filho e que tudo o resto não é prioridade, e outra infinidade de exemplos poderia ser dada.

No fim é pensar que não há bela sem senão nem há senão sem bela.

Devemos nos esforçar para ver as fraquezas das pessoas como a desvantagem inevitável de certos méritos que nos atraíram a elas, e dos quais nós beneficiamos noutros pontos.

O que estamos vendo não são seus defeitos, puros e simples, mas sim o lado sombrio das coisas que são genuinamente boas sobre eles. As nossas mentes tendem a separar os pontos fortes e vê-los como essenciais, enquanto consideram os pontos fracos como um complemento bizarro.

Na verdade, os pontos fracos são parte integrante dos pontos fortes. Mesmo que procurássemos um pouco mais não encontraríamos ninguém que seja perfeito. pois os pontos fortes são invariavelmente ligados às falhas.

Podemos encontrar pessoas com outros pontos fortes, mas eles também estarão associados a um outro conjunto de pontos fracos.

Então vale a pena ter presente na nossa mente que pessoas perfeitas simplesmente não existem.

Artigo inspirado em materiais da School of Life.

Alexandra Alvarez I Terapeuta Familiar e de Casal I Contactos: 911 846 427 I @alexalvarez5

Publicado por Terapia Familiar e de Casal - Alexandra Alvarez

Olá, sou Alexandra Alvarez, mãe de 5 filhos, terapeuta familiar e de casal, formadora e supervisora. Faço consultas com famílias e casais para "fazer acontecer" relações positivas! Uma nova oportunidade, para que todos sejam ouvidos e para que todos possam ouvir, numa perspetiva de entendimento e reforço de competências. " Family trainer " (inspiração no personal trainer), num modelo aproximado de coaching familiar, parental e de casal! Com paixão!

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: