cropped-mc3a3e_galobom-1.jpgEstamos em sessão. É um casal que vem pela sua condição de pai e mãe. Sentem que precisam de ajuda. É no papel de quem pode apoiar que eu estou, a terapeuta.

Esqueci-me de dizer, foi o Jorge que ligou, preocupado, como pai, a pedir a marcação.

 – O Jorge está sempre muito ansioso e põe sempre em causa o seu papel de pai.

– O que quer dizer com isso Joana?

– Exige muito de si, acha que está sempre em falta, mas acho que de forma muito exagerada, e que acaba por transparecer esforço…

– Que esforço é este Jorge?

– Talvez porque eu quero fazer tudo, e na realidade faço, mas depois me sinto cansado. Os nossos filhos têm 6 e 9 anos. Andam no futebol, e eu tento ir a todos os treinos, mas isso é muito exigente…e a Joana diz que eu fico muito stressado e que assim não vale a pena.

telefone2– E como se sente esse stress?

– O Jorge ainda está na empresa e já começa a telefonar para os miúdos para eles se prepararem e descerem…eles descem, o Jorge atrasa-se e os miúdos na rua, entretanto aborrecem-se e acabam por subir, o pai vem a chegar e quando percebe que eles já não estão começa a irritação… mas isto é assim sempre…e depois até parece que a culpa é dos miúdos.

– Jorge mas o que faz com que esse modelo se repita?

– Acho sempre que consigo, mas com eles estão disponíveis, também penso que não faz mal esperarem. E depois o tempo passa e … sinto uma culpa terrível…

– Pois, mas os miúdos podiam estar a aproveitar o tempo, Dra. chegam a esperar 40mn…e acabam por chegar atrasados ao treino…

– E essa espera o que provoca neles?

– Irritação, Incompreensão, Zanga e vontade de irem sozinhos…

– E eles teriam outro modo de ir?

– Eu própria os posso levar, assim como o pai de outros colegas, e neste momento isto começa a ser um problema…e o Jorge não aceita que não está a conseguir e não quer abdicar!

– Jorge, quer comentar?

– Eu quero muito acompanhar os meus filhos, mas às vezes não sei fazer isso da melhor forma, possivelmente tenho que lhes dar o espaço deles e saber gerir o tempo… quero estar sempre presente e nem sempre consigo e depois falho e deixo-os à espera, e pior…comprometo o seu desempenho…

– Como acha que podem ultrapassar a situação?

Alexandra Alvarez I Terapeuta Familiar e de Casal I Contacto: 911 846 427

Publicado por Terapia Familiar e de Casal - Alexandra Alvarez

Olá, sou Alexandra Alvarez, mãe de 5 filhos, terapeuta familiar e de casal, formadora e supervisora. Faço consultas com famílias e casais para "fazer acontecer" relações positivas! Uma nova oportunidade, para que todos sejam ouvidos e para que todos possam ouvir, numa perspetiva de entendimento e reforço de competências. " Family trainer " (inspiração no personal trainer), num modelo aproximado de coaching familiar, parental e de casal! Com paixão!

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: