DELETE!!!

logo_finalHoje é de novo quinta, e por isso nova rubrica das rotinas !

Tudo nos é apresentado no formato ilimitado, tudo é muito, tudo é possível, queremos bandas largas, tarifários sem limite, hambúrgueres xxl, rodízios de refeições à discrição, promoções de pague 1 leve 2, e tudo o que nos dê mais do que aquilo a que aparentemente teríamos direito. Um bocado com aquele gostinho de estarmos a fazer uma ótima opção: Imagina que ontem consegui uma super promoção. Imagina que ontem jantei num sítio que comias tudo por apenas…e assim Imginamos tudo aquilo a que podemos aceder quase como se não tivessemos direito e tivessemos feito uma mega descoberta.

Mas na realidade os limites existem e são necessários. Afinal tudo tem limites. Mesmo todo esse ilimitado tem um limite em nós. Até a felicidade é limitada, sabemos que não dura sempre, nem todos os dias, tal como o sofrimento também o é, um dia passa. Afinal nada é sempre. As coisas vão sendo, as coisas vão acontecendo e nós vamos vivendo com elas e adaptando-nos.

Então porque razão nos fazem crer nesta fantástica vida sem limites, e com tudo descartável. Já nada se repara. Não se reparam objetos, mas também não se reparam relações. Avariou? Compra-se novo, já era esperável que não durasse sempre, as coisas não são feitas para durar sempre. Uma relação não correu bem, não é o esperado? Desiste-se, não se fala sobre isso, não é um tema.

Apenas se faz DELETE!!!

delete

De facto se não nos faz feliz não temos que nos obrigar a suportar, mas isso não significa que não sintamos necessidade de compreender e de esclarecer.

Quantidade sem limite sem relacioná-la com qualidade e relações não esclarecidas porque não consideramos importante que as atitudes sejam entendíveis, afasta-nos cada vez mais do conceito humano de que não é necessário muito para ser feliz e da capacidade de amar.

“Deletemos”mas com discernimento. No meio está a virtude. Tudo tem limites e tudo é passível de ser esclarecido, não conseguimos aproveitar todas as oportunidades e também não precisamos de simplesmente deixar de aparecer, podemos esclarecer.

Alexandra Alvarez I Terapeuta Familiar, Parental e Conjugal

Publicado por Terapia Familiar e de Casal - Alexandra Alvarez

Olá, sou Alexandra Alvarez, mãe de 5 filhos, terapeuta familiar e de casal, formadora e supervisora. Faço consultas com famílias e casais para "fazer acontecer" relações positivas! Uma nova oportunidade, para que todos sejam ouvidos e para que todos possam ouvir, numa perspetiva de entendimento e reforço de competências. " Family trainer " (inspiração no personal trainer), num modelo aproximado de coaching familiar, parental e de casal! Com paixão!

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: